Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 14 de março de 2011

Diários de bordo III - Porto

Jardins da Cordoaria – Porto 






Anoitece rapidamente. De novo entregue às ruas da cidade oiço os grupos de pessoas que começam a povoar todos os bares em redor dos jardins. Sem argumentos para agradar a todos os outros que aqui me rodeiam..."no fun,no fun to be all by myself "...são os ritmos que antecipam a grande festa do fim de ano. Espera-se uma vez mais que com o explodir orgiástico das garrafas de champanhe, dos fogos de artificio e das resoluções de ano novo surja então uma outra forma de felicidade, mais sorridente e sincera.







Alambiques 
destilando histórias,
esculpindo memórias
entre cânticos de júbilo
perguntaríamos às tempestades
perguntaríamos a toda a gente
se era perfeita e apurada a nossa medida
se era devidamente fermentada
pelo frémito da insensatez.


Percorremos as veredas
soltando bridas,
contemplamos bailarinas
dançando entre as vitrinas 
na pantomina
em que se enumera 
o selecto bestiário.

Sempre foi fácil
reclamar a nossa tentação 
na ânsia de imitação
de todos os deuses
e como singelos peregrinos
cantaremos de novo 
a eles 
e a todos os amantes sazonais !




Sem comentários:

Enviar um comentário