Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Night Shifts XXVI - Stoner

Ainda na sequência do post anterior, creio que o melhor exemplo de metal com influências lisérgicas será o Stoner. Com a devida vénia ao "deus" Tony Iommi sempre presente, podemos encontrar algumas variantes no Stoner/Rock de Uncle Acid and the Dead beats, Sleep ou Electric Wizard ou no mais arrastado e pesado Stoner/Doom de que os holandeses Celestial Season ou os britânicos Cathedral (de Lee Dorian, vocalista dos primeiros dois álbuns de Napalm Death) poderão servir como exemplos.








Dentro do nosso pais o Sonic Blast em Moledo solidificou-se como o melhor festival do género. Assisti à primeira edição deste festival (ou edição 0 como preferirem) em 2011. Vinha de Paredes de Coura e encontrava-me no litoral minhoto a passar uns dias enquanto esperava para ver no extracto da minha conta bancaria o último ordenado para assim poder voltar ao Algarve. Terminei a noite anterior a dormir no apeadeiro de Vila Praia de Âncora quando finalmente recebi o dito ordenado a 26 de Agosto e fui então até Moledo conhecer a praia, descobrindo depois acidentalmente um cartaz do (ainda somente) concerto em Moledo. Iria passado uns dias a um outro festival, este na praia fluvial de Barco (a uns bons 10 kms de Guimarães) para assistir aos suecos Katatonia e a uns espanhóis com o nome de Triangulo de Amor Bizarro(apesar do nome, soavam mais a Yeah Yeah Yeah's e outras cenas Indie da altura do que exactamente a New Order). O Sonic Blast cresceu a olhos visto desde então e para além de terem contado no ano passado entre outros com os Uncle Acid e Stoned Jesus este ano voltam a ter um cartaz que promete.Com Orange Goblin, Kadavar e os japoneses Kikagaku Moyo que fogem um bocado a este estilo mas que serão sempre bem-vindos ao nosso país.




















Sem comentários:

Enviar um comentário