Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 9 de julho de 2015

historias sem história I - la llorona

Como em outras noites entras em coma de pensamentos, entregas-te no espaço absoluto,a insónia agarrou-te de novo pela garganta...há um barulho que se repete a qualquer hora do dia...uma torneira mal fechada na cozinha, gotas de água batendo em cadências rítmicas na pia de aço inoxidável e o som vai-se repetindo como um murmúrio fastidioso. No medo que tens de todos os teus fantasmas voltas a dormir de luz acesa. No entanto penetras na obscuridade total cada vez que caminhas em camisa de dormir, arrastando-te pelas paredes da sala...caminhas de braço dado com toda a ansiedade, caminhas sem ousares sair de casa, temendo por tudo o que para além daquela porta venhas a reencontrar...olhas para a cover dos teus lp's...ouves a Nico...a morte acompanha-a na sua voz e tu a acompanhas com a tua voz quase sussurrante...tentas imitar a sua voz grave, de sotaque teutônico, narcótico e distante...anunciando o fim num esplendor de branco vestida. Antes de a deixares instalar-se pela tua casa tenta recordar antes a Veneza que nunca viste e Buenos Aires...sim, aonde poderás aprender assim de novo a falar espanhol...vai recordando tudo aquilo que te ainda te falta ver...

(what the hell i'm trying to say anyway...to be continued...)


Sem comentários:

Enviar um comentário