Pesquisar neste blogue

terça-feira, 2 de março de 2010

Parou de Chover / Belle de Jour

Parou de chover.
As nuvens desvaneceram.
A noite torna-se novamente nua.
O luar clareou as ruas
e em todas estrelas 
existe um sorriso travesso.
Mesmo na incerteza 
se alguém 
alguma vez 
pensa em mim,
pensarei em ti sempre,
escondido neste refugio
à beira-mar.


                                                            After the rain,1899 G Klimt
                                                                                                                    


Numa árvore 
sem vestimenta,
os ramos tornam-se secos
enquanto as raízes 
continuam penetrando o subsolo,
apenas a mudança de estação
poderá trazer de novo a seiva e a flor...


Belle de jour


respiro o teu ar, sem ninguém à minha volta ato cordões umbilicais na distância das noites à superfície do que em ti semeei, um dançar prisioneiro querendo romper com a cortina dos dias Memória dissidente de um beijo. Apenas e só. Cinema mudo sem espectador.


3 comentários:

  1. ...mas lentamente a primavera aproxima-se.

    ResponderEliminar
  2. convite para seguir a história de Alice, lá no
    --- continuando assim... ---

    ainda vai no início :)
    espero que goste

    bj
    teresa

    ResponderEliminar