Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Night Shifts XXI - Follakzoid


Já se sabe como funciona isto dos movimentos musicais, muitas vezes surge um determinado movimento, ditado por duas ou três bandas mais inovadoras e que normalmente são da mesma cidade e depois outro e outro, cada um a tentar romper com o anterior e a tentar ser ainda mais radical, foi o que se passou com o Thrash metal dos inícios de 80 ao passar-se para o Death e consequentemente deste para o Black. Claro que houveram sempre subdivisões...do Death para o Brutal Death/Gore,do Crust para o Grindcore,etc. Depois surgem então os revivalismos, até porque tudo acaba por funcionar como um ciclo. O Psicadelismo actual por exemplo parte muito de influências de bandas como os 13th Floor Elevadors ou dos mais recentes Spacemen 3, o revivalismo do Garage sound, muito dos Stooges e dos Mc5 que influenciariam toda uma vaga de bandas de Detroit na década de 80 que por sua vez também se tornariam fundamentais para todas as bandas mais recentes, mais recentemente tivemos o revivalismo do Krautrock alemão e do Shoegaze e outros que agora não me ocorrem. Tendo em conta o numero impressionante de bandas de qualidade que nos últimos tempos surgiram de Santiago do Chile pergunto-me se já não haverá um nome para este movimento, talvez nem seja movimento visto que as sonoridades até são diferentes...falo dos Chicos de NazcaLa Hell Gang, The Holydrug Couple e claro os Follakzoid que de todas estas bandas será talvez a minha preferida. E se eu tivesse que classificar a sonoridade destes chilenos talvez lhes chamasse de neokraut ou algo assim...não sei...a verdade é que são muito bons e apesar de estar mal de fundos (o problema do costume que é como quem diz com falta de guita, money, pilim...) irei fazer um esforço para tentar ir ver-los amanhã ao Musicbox em Lisboa.






Sem comentários:

Enviar um comentário